Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Distinta

Chuva

Chuva que cais lá fora

leva contigo

todos os meus pesares.

Lava,leva bem para longe.

Que não torne a sentir

tais desenganos.

 

O teu canto bateu no peito

e trouxe a saudade.

De dias felizes

em tempos passados.

 

Oh chuva, que lavas,

que limpas,

devolve-me a alma.

Que grita em silêncio

por alguém que está aqui,

mas já não existe.

 

Ana Sousa

2 comentários

Comentar post